domingo, 20 de dezembro de 2009

Letícia


Dos trabalhos que apresentei, este, é o melhor. Crianças são mais difíceis de serem retratadas. Seus traços são mais sutis, portanto, mais complexo para captar expressões sem que o desenho fique carregado. Uma pessoa adulta tem suas feições definidas. Mais simples de definir o seu perfil. Reparem que sombrancelhas, olhos, nariz e boca são definidos com maior firmeza. Pode-se firmar mais o lápis.

segunda-feira, 7 de setembro de 2009

Amanda.



Amanda.

Este retrato segue foi feito com a mesma técnica de"Carol". Primeiramente, uma camada de pó de grafite, espalhada com uma esponja. Procuro tirar com a própria esponja, o brilho, que é característico do material. Em seguida, faço o esboço, defindo tamanho do desenho e traços principais como olhos, nariz e boca. Para dar forma, nos cabelos, defino as mechas com a borracha. Depois entro com o 6B na risca, na divisão do cabelo. Faço tracinhos irregulares. Nas partes mais escuras uso o 6B, para dar a sensação de volume. Não tenha medo de usar o preto. Nestes locais, o cabelo vai ficar mais para dentro, mais ao fundo, contrastando com as partes mais claras, onde a luz dará o volume. A plumagem da roupa também foi definida com a borracha. Use muito brilho nos olhos. Deixa a expressão mais viva. Mais adiante, vou passar a técnica de desenhar nariz e boca. Depois vamos às cores? Tenho grandes novidades!Precisamos definir bem os pricipais traços do rosto, para partirmos para algo mais contemporâneo. Por que? Porque estes traços, que vão nos ajudar a reconhecer "Amanda" dentro de um trabalho mais ousado.

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Segue o segundo fime. Ela usa um pano para tirar o excesso de grafite, suavisando os efeitos. Com o pincel, trabalha com bastante suavidade. Somente um "sujo" é suficiente para dar a impressão de volume, por cima do esboço, que havia feito préviamente.


video

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Estive em Paris por 12 dias. Foi fantástico. Visitei muitos museus, fiquei pertinho diante de quadros famosos. Vi, revi, olhei, chorei, me emocinei, sorri, refleti. Inspirei e expirei arte. Em frente ao Museu George Pompidou haviam diversos artistas que faziam retratos, ao vivo. Filmei algumas momentos e vou repassar. Os artistas que vi usavam pincéis ao invés do lápis, como eu uso. No início, os mesmos recursos: um esboço com linhas bem claras, definindo o tamanho do quadro e as proporções. Depois, em um papel bem diferente do que uso, começam a dar "vida" ao retrato definindo as feições. Usam um giz de cera, pincel, esfuminho. Não vi nenhum deles usar o grafite. Observem o filme. Espero que gostem.
Obs: Em outra postagem mostrarei outro filme, deste mesmo quadro. Estou tendo dificuldade em carregar o vídeo.

video

quinta-feira, 30 de julho de 2009

Desenho comtemporâneo




Esta é uma brincadeira gostosa. Resulta em um trabalho leve e contemporâneo. Dimesione a proporção do seu desenho na folha em que vai aplicar. Observe o espaço entre a figura e a margem, o limite do papel.
Detalhe somente para personalizar, sem carregar muito. Elimine o que não for necessário. Você poderá ampliar sua foto exatamente do tamanho da folha que pretende executar o seu trabalho. Use um A4 que é fácil de imprimir em casa. Para facilitar ainda mais, pegue uma tesoura e recorte todo o contorno da figura. Terá os limites do desenho. Ficará mais fácil. Risque o contorno e cuidadosamente vá preenchendo o centro do desenho. Comece com uma figura bem simples, uma flor, por exemplo.
Tente, invente!

quinta-feira, 23 de julho de 2009

Sombrancelhas













Sempre inicie os desenhos com o esquema. Use uma lapiseira 0.03 ou o lápis HB bem leve. Depois, reforce com o 6B. Você pode usar também um 3B ou 4B. Seguidamente, aponte seus lápis. Para dar uma boa terminação, na ponta, use uma lixa de unha. A metade superior da íris leva uma sombra mais intensificada devido a pálpebra. Observe a ilustração.


A medida que você vira o olhar, a íris vai se tornando uma elípse. Repare que a forma dos olhos também muda.
















quarta-feira, 22 de julho de 2009

Primeiro esquema: "Olhos"




Esquema para desenhar olhos.

Material: folha de papel, lápis HB, 2B, 6B, borracha, limpa tipo e esfuminho.


Ampliando o desenho, você verá que o canto do olho se parece com um bico de águia. Use o lápis 6B que é mais macio. Quando for sombrear deixe sua mão bem leve e cruze os riscos para tirar a marca do lápis. Parta o limpa tipo em pequenas porções. Com os dedos faça uma ponta para poder trabalhar. Passe o esfuminho na borda da íris. Ela tem sempre uma sombra. Em outro esquema mostrarei detalhes da sombrancelha, olhar para baixo, para o lado e sombras. Escrevam suas dúvidas.












domingo, 19 de julho de 2009

Desenho feito com o mouse



Parece fácil? Fácil, nem tanto, mas é divertido e gostoso. Uma experiência que poderá levá-lo a determinar sua capacidade de controle com sua mão. O modelo? Ao vivo? Ao ao vivo, isto mesmo!


Amanhã, mostrarei outros desenhos que fiz desta mesma forma.


Um bom final de domingo.

sábado, 18 de julho de 2009

Carol




Hoje inicio meu Blog" Studio do Retrato" A expectativa é grande. Meio sem entender exatamente como devo proceder, vou mostrar um desenho que fiz recentemente. Criei à partir de uma foto. Ampliei a imagem, tirando uma cópia em preto e branco. Dei ênfase as sombras. Notem que ela está sentada na areia de uma praia. Conchinhas ao redor e rachaduras no solo foram criadas com o limpa tipo. Para isto dei, no papel escolhido, uma cobertura inicial de pó de grafite. Aguardo comentários. Um grande abraço.